BR-101 Sul/SC: conheça o Estudo do Complexo Lagunar Sul de Santa Catarina

BR-101 Sul/SC: conheça o Estudo do Complexo Lagunar Sul de Santa Catarina

52
0
Compartilhar
Foto: Muriel Ricardo Albonico/ESGA – DNIT/SC

Pertencente o Plano Básico Ambiental (PBA) do empreendimento de duplicação da BR-101 Sul catarinense, o Estudo do Complexo Lagunar Sul tem como objetivo realizar levantamento, através de simulações e comparações, sobre a qualidade ambiental do complexo. O conjunto é composto por oito lagoas, sendo as mais importantes a Lagoa do Mirim, de Imaruí e de Santo Antônio, que tem como principal contribuinte fluvial o rio Tubarão.

O Estudo Ambiental contemplou a avaliação do grau de penetração das águas do rio Tubarão no interior da lagoa de Imaruí, a avaliação da influência do aterro da ponta de Cabeçuda sobre a circulação das águas naquela lagoa, a investigação da viabilidade de remover parcialmente ou totalmente o aterro existente para melhorar a circulação d’água entre as lagoas e avaliação do destino e das concentrações de uma mancha de poluentes nas lagoas, caso ocorra um derrame acidental de substâncias perigosas, causado por um acidente rodoviário na ponte Anita Garibaldi foram objeto do Estudo Ambiental.

O escopo foi dividido em duas componentes, sendo a primeira compreendendo uma modelagem matemática, planejamento estratégico, elaboração de cenários, definição de estratégias e prognóstico e validação de resultados.  A segunda componente envolveu a elaboração do Programa de Gestão de Resíduos Sólidos Industriais.

As conclusões do Estudo Ambiental permitirão fundamentar a decisão do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA quanto à retirada ou não, do aterro atualmente construído para permitir a Travessia de Cabeçuda e Canal de Laranjeiras, no município de Laguna/SC.

O estudo foi entregue ao IBAMA para manifestação.

Fonte: BR-101 Sul

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA