Governador autoriza restauração de escola e participa da procissão de Santo Antônio...

Governador autoriza restauração de escola e participa da procissão de Santo Antônio dos Anjos em Laguna

54
0
Compartilhar
Fotos: Jeferson Baldo/Secom

O anúncio de investimento em uma das escolas mais antigas do Estado, em Laguna, e a entrega do certificado que  reconhece a pesca artesanal com auxílio de botos como patrimônio cultural de Santa Catarina marcaram a visita do governador Eduardo Pinho Moreira à terra natal, neste sábado, 09. Acompanhado da primeira dama, Nicole Torret Moreira, o governador também participou da tradicional procissão de Santo Antônio.

A restauração do prédio da escola Jerônimo Coelho é apontada como uma obra simbólica por Eduardo Moreira, que revelou ter frequentado a unidade escolar nas séries iniciais. O prédio tem ainda outra característica: é um dos mais antigos do estado, construído em 1912. “Restaurar essa estrutura é preservar e reconhecer a tradição de Laguna, entre tantas outras vocações, de formar um patrimônio intelectual que contribui e faz história em Santa Catarina”, observou Moreira ao contar que o ex-governador Colombo Salles e desembargadores de justiça também já foram estudantes da escola.

Com investimentos de R$ 5,3 milhões a unidade será ampliada e terá a construção de uma quadra coberta. A próxima etapa do pleito, é transformar a escola em sede de um Colégio Militar, como já ocorre em Joinville, Blumenau e Lages.

Pesca artesanal com auxílio de botos

O segundo ato do governador em Laguna foi a entrega do certificado que confere ao Conselho Pastoral dos Pescadores da Diocese de Tubarão o termo de registro da pesca artesanal com auxílio de botos como patrimônio cultural de Santa Catarina,  realizada pelos pescadores artesanais da cidade de Laguna.

A prática é tão tradicional, que os botos, inclusive, são batizados com nomes e são velhos companheiros dos pescadores. Eles são capazes de sinalizar a localização dos cardumes e auxiliam os pescadores para o momento exato da captura de, por exemplo, de tainhas, entre outras espécies.

Ali mesmo, na beira da praia, muitas vezes já ocorre o comércio de peixes que representa, ao mesmo tempo, renda para o pescador artesanal e agora a preservação de um patrimônio histórico e cultural de Laguna. “Eu cresci acompanhando de perto essa atividade e é uma alegria saber que ela irá se consolidar como mais um atrativo que vem se juntar a tantas outras belezas e vocações de Laguna”, comemorou Eduardo Moreira.

No mesmo ato, o governador inaugurou a flutuante que vai servir como base de apoio para navegadores e ao projeto Navegar, com 100 crianças.

Fotos: Jeferson Baldo/Secom
Fotos: Jeferson Baldo/Secom

Mais fotos na galeria

Procissão em homenagem a Santo Antônio dos Anjos

Por fim, o governador e a primeira dama acompanharam a procissão em homenagem a Santo Antônio dos Anjos. O evento religioso reúne milhares de fiéis.

Moradores acompanharam a peregrinação que saiu da capela Santa Teresinha, na praia do Mar Grosso, percorreu o centro da cidade e chegou à Igreja Matriz. A festa em homenagem a Santo Antônio dos Anjos, em Laguna, completa 342 anos, como uma das maiores demonstrações de fé dos devotos.

Quando a imagem passou em frente à casa de dona Marisa de Queiroz Ribeiro e se voltou para a janela que ela transformou em um pequeno altar, a senhora de 83 anos não conteve as lágrimas. “Hoje eu só quero agradecer pela minha saúde e a de meu esposo”, revelou, ao relembrar que há dois anos pediu a proteção de Santo Antônio para o marido que precisou de cirurgia para tratar um glaucoma.

Assim como fizeram os milhares de participantes, o governador reforçou que “agradecer é um gesto que renova a fé, a esperança e dá a certeza que as bênçãos de Santo Antônio estarão presentes no dia a dia de todo o povo catarinense”.

Durante o momento de oração na Igreja Matriz, onde foi batizado, Moreira relembrou o tempo de infância, quando já acompanhava as celebrações em homenagem a Santo Antônio. “Há 68 anos eu faço isso. Santo Antônio sempre foi muito generoso comigo e sempre guiou todas as minhas ações”, concluiu.

O governador recordou, emocionado, de todos os detalhes que envolvem o ritual religioso e repetem a cada ano: a caminhada, os fogos que saúdam a imagem ao longo do percurso, a execução do hino de Laguna e a grande queima de fogos na chegada da imagem à Igreja com a trezena de Santo Antônio dos Anjos da Laguna, rezada em latim.

Fonte: Governo de SC

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA