Suspeito de matar ex-companheira se entrega à polícia

0
50
Divulgação

O policial militar aposentado, A.J.P., 55 anos, suspeito de matar a ex-companheira Adriana Joaquim, 45, na tarde de domingo, 12, em Tubarão, se entregou na manhã desta segunda-feira, 13, ao 5º Batalhão da Polícia Militar de Tubarão.

O caso, tratado como feminicídio, está em investigação pela Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCami), da Polícia Civil de Tubarão. O crime aconteceu na Rua Laguna, no bairro Oficinas, nas proximidades do Loteamento Soratto, em Tubarão, por volta das 13h40.

Segundo a Polícia Militar (PM), a corporação foi acionada por testemunhas onde no local, a vítima do crime foi identificada. O filho de Adriana, 18 anos, relatou que estava em sua casa e escutou o suspeito, ex-companheiro de sua mãe, chamando na porta do apartamento.

Ainda conforme o relato do familiar, com a recusa da mãe em atendê-lo, o homem desferiu golpes e arrombou a porta, efetuando dois disparos em direção à cabeça de Adriana. As guarnições da polícia e do Corpo de Bombeiros, confirmaram os sinais de arrombamento e encontraram a vítima caída atrás da porta, com perfuração na cabeça.

De imediato foi informado via rádio as outras guarnições de serviço quem seria o principal suspeito e o veículo que conduzia. A Polícia Civil foi acionada e iniciou os trabalhos de investigação no local. O corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal.

Também no domingo, uma guarnição do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) se dirigiu à casa do suspeito, em Barbacena, onde encontrou arma e munições sem registro. O Toyota Corolla usado na fuga da cena do crime foi recolhido junto com o armamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Não esqueça seu comentário!
Seu nome aqui, por favor